Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

French, Biscuit & Fit

ser Criativo, ser Saudável, ser Fit!

ser Criativo, ser Saudável, ser Fit!

French, Biscuit & Fit

15
Nov18

4 passos eficazes para ser ver livre dum(a) Cromo

Sandra Veigas Coelho

Nerd_with_Glasses_Emoji.png

 

 

Muitas vezes deparamo-nos com situações constrangedoras provocadas por um(a) colega de trabalho ou por o(a) amigo(a) de um amigo.

Em algumas situações a vontade é mandar essa pessoa para um certo lugar começado pela letra "m" mas a boa educação e a situação em si não nos permite...

Manda piadas achando que tem imensa graça, mas piada não tem mesmo nenhuma; manda mensagens a toda à hora com assuntos sem qualquer interesse; persegue-nos por todo o lado; faz convites infindáveis que têm sempre um "não" como resposta...e mesmo assim não desiste.

Se isso lhe está a acontecer, foi premiada com o chamado "cromo insistente e persistente".

A minha experiência é vasta nesse assunto. Ao longo dos anos fui adquirindo algumas táticas para me ver livre dessa espécie. 

Ficam aqui os 4 passos para se livrar desse cromo que lhe está a atazanar a vida:

 

Passo 1- Ignorá-lo. Normalmente resulta. Se falar consigo, finja que não o ouviu e siga caminho. Se lhe mandar mensagens, não responda. Ele vai insistir e normalmente irá desistir...mas se tal não acontecer passe ao passo seguinte (2);

 

Passo 2- Bloqueá-lo das redes sociais. Ele com certeza irá dar-se conta que o fez, o que irá ferir altamente o seu ego e regra geral irá deixá-lo(a) em paz. Mas se tal não suceder há que utilizar o passo 3;

 

Passo 3- Apesar de o ter ignorado pessoalmente e o ter bloqueado nas redes sociais, o cromo continua a melgar. Telefona, manda sms, mete-se consigo na rua, no trabalho, persegue-o(a) por todo o lado... Lamento informá-lo(a) que teve a infelicidade de se deparar com um cromo com a persistência ao mais alto nível. Como a paciência tem limites e nesta altura do campeonato esta está esgotada, o que aconselho a fazer é responder-lhe à letra, isto é, dizer-lhe tudo o que vai na alma- que está farta das suas investidas e que não está interessado(a). Se preciso for, neste passo pode mesmo mandá-lo à caca e afins! Faz um bem à alma dizer o que pensamos!

E se após esse derradeiro passo, o cromo tiver a ousadia de lhe dirigir a palavra seja por meio auditivo ou visual, há que tomar uma medida drástica (passo 4);

 

Passo 4- Está perante um cromo obcecado por si. Portanto, nesta altura o melhor que tem a fazer é apresentar queixa às autoridades. Pode parecer ridículo, mas indivíduos obcecados por muito inofensivos que possam parecer podem ser perigosos. Não há que ter vergonha. A queixa fica registada e com certeza tal medida irá afastá-lo de vez da sua vida.

 

Beijinhos e até ao próximo post 

 

 

06
Nov18

A arte do mal dizer

Sandra Veigas Coelho

falar-2.jpg

 

"Estás mais gorda!"; "O que fizeste ao teu cabelo?"; "Esta roupa fica-te mesmo mal!"

Estes são apenas alguns exemplos da falta de chá que certas pessoas conseguem ter. E estou a ser simpática. A pessoas assim, que só estão bem a mandar abaixo os outros, tenho um belo adjetivo para as classificar: invejosas.

 

Se tiver alguém no seu núcleo de amigos que está sempre a criticá-lo de forma negativa e maldosa, o conselho que dou é eliminar essa pessoa da sua vida.

Pessoas assim só nos sugam as energias e nos fazem sentir cansados e até mesmo deprimidos.

 

Infelizmente, a arte do mal dizer impera sobre a  do bem dizer.

Se alguém fizer algo de bom, mas nada que seja notícia de televisão, será que irá ouvir muitos elogios? Hum...talvez do pai, da mãe, da avó, mas dos outros, será? Mas se a mesma pessoa errar o mundo inteiro irá julgá-la. 

 

Por isso, reflitam. Quando pensarem em criticar alguém, pensem duas vezes.

Sejam mais compreensivos, escolham melhor as palavras que irão utilizar.

Afinal de contas todos temos telhados de vidro e se um dia uma pedra cai no nosso....

 

 

 

Imagem retirada do site:  http://ipbarreto.org.br/blog/2017/05/15/falar-com-sabedoria/

 

04
Nov18

Amanhã é segunda-feira e?

Sandra Veigas Coelho

fullsizeoutput_110d.jpeg

 

Amanhã é segunda-feira e?

Não se sinta deprimido nem triste. Afinal de contas, é mais um dia que terá pela frente para conseguir concretizar os seus objetivos.

É no dia-a-dia que vamos construindo a nossa estabilidade, tanto a financeira como a emocional. Sem as duas será difícil nos sentirmos bem, sermos felizes e fazer os que nos rodeiam também felizes. Por isso valorize todas as segundas-feiras da sua vida.

Agradeça cada dia que tem pela frente, seja segunda-feira ou sábado. Nunca se sabe se não é amanhã mesmo que irá acontecer algo que mude a sua vida para sempre e para melhor. E se assim não o for, acredite que esse dia irá chegar, mais cedo ou mais tarde.

No entanto, lembre-se que a vida nos vai fazendo cair. É nos tombos que damos que vamos aprendendo e  nos tornando mais fortes.

Se pensa que a vida dos outros é melhor do que a sua, desengane-se. Todos vivemos momentos bons e momentos menos bons. Mas é nos menos bons que aprendemos a valorizar as coisas mais simples que a vida nos proporciona.

Por isso, esteja atento! E lembre-se, levante-se sempre por maior que seja a queda!

 

Uma excelente semana a todos(as)!

03
Nov18

Quando damos tudo como garantido

Sandra Veigas Coelho

 

sandra-estrada

A maioria das pessoas, senão todas, até uma dada altura das suas vidas, dá tudo como garantido. Algumas, atrevo-mo mesmo em dizer, julgam-se imortais.

É preciso acontecer algo drástico para nos apercebermos que nesta vida terrena nada, mas mesmo nada, é garantido. 

Um acidente que manda o carro para a sucata; perder o emprego quando tudo parecia estar a correr bem; um amor que afinal não é mais correspondido, são situações que abalam o nosso bem-estar, pelo menos, dão-nos um abanão.

Mas depois há aquelas chapadas da vida que realmente nos mostram que não somos nada. Perder a saúde (a nossa ou a de um familiar ou amigo) que pensávamos ser eterna, a partida de um ente querido... e aí abrimos a pestana e percebemos que no antes vivíamos felizes e nem sabíamos. Fazíamos tempestades em copos de água, criávamos problemas onde não existiam.

É preciso a vida nos dar uma valente lição para percebermos tanta coisa que esteve sempre à frente dos nossos olhos!

Por isso, aproveitem todos os momentos felizes. Vivam cada dia o melhor que conseguirem.

Não vivam a vida dos outros e não invejem o próximo. Não atropelem os outros para conseguirem o que querem. Trabalhem a vossa felicidade sem prejudicar a dos outros. Nunca poderão dormir de consciência tranquila se deliberadamente fizerem ou desejarem mal ao próximo. Preocupe-se consigo mesmo!

Lembre-se, a única coisa que é garantida é que se nascemos um dia, mais cedo ou mais tarde, iremos morrer.

 

Um excelente fim-de-semana 

 

 

01
Nov18

As 4 tipo de amigas

Sandra Veigas Coelho

Ser mulher não é fácil por diversos motivos.

rope-1469244_960_7201.jpg

 

 

Hoje irei debruçar-me mais especificamente sobre as amizades no feminino.

Há quem ande iludido e pense que tem um grupo enorme de verdadeiros amigos. A minha experiência de vida diz-me que os amigos verdadeiros se contam pelos dedos de uma mão e ainda sobram dedos... Mas há que manter a mente aberta e por isso, há que alargar a definição de amizade.

Assim, após alguma reflexão cheguei à conclusão de que existem 4 tipos de amizade (entre as mulheres):

 

1- A amiga das ocasiões: aquela amiga que está sempre contigo quando há festas, um amigo teu giro pelo qual ela está interessada... Mas quando precisas de uma mão ou de um ombro amigo nunca está disponível..!

 

2- A desamiga: é aquela pessoa que realça sempre o forte laço de amizade que tem para contigo, fazendo sempre questão de te atirar à cara os favores que te fez ou alguma falha que tenhas tido para com ela, segundo o seu ponto de vista, claro! Aquela amiga que só sabe cobrar, cobrar e cobrar... e quando começas a pensar melhor verificas que com amigas assim, quem quer inimigas?

 

3- A amiga olho gordo: aquela amiga que nunca é capaz de elogiar-te e quando o faz até desconfias se estará mesmo a ser sincera; aquela pessoa que ao ver-te feliz parece ficar infeliz; a amiga que parece invejar a tua casa, o teu guarda-roupa, o teu cabelo, o teu corpo... enfim, tudo! Cuidado, se tiveres uma amiga assim trata já de a pôr a léguas de ti! As energias negativas são tramadas..!

 

4- A amiga: é aquela pessoa que poderá não estar sempre contigo; que poderá não estar disponível para sair contigo. Mas que estará presente na tua vida quando realmente precisares! São estas amigas que deves guardar e valorizar. Acredita, não são muitas!

 

Conseguem descobrir outro tipo de amizade? Aguardo por comentários aqui ou no facebook! 

 

 

 

Fotografia: http://www.transformirajse.com/2018/03/20/nedostaje-mi/

 

 

30
Out18

E quando um desconhecido...

Sandra Veigas Coelho

Sempre ouvi dizer que quando menos esperamos o príncipe ou a princesa encantado(a) aparece. Portanto, o melhor é nem pensarmos nisso. Seguir a nossa vidinha sem relembrar desgostos do passado e aqueles(as) idiotas que tanto nos magoaram. Afinal de contas, para toda a panela existe uma tampa (ou não...)!

E quando menos esperamos aparece um(a) desconhecido(a) no supermercado, no ginásio, a passear o cão (ficaria aqui eternamente a enumerar possíveis locais, por isso adiante!) que, pelos vistos, acredita no amor à primeira vista. Lança-nos aquele olhar à el matador, aos quais os(as) mais despistados(as) poderão não reparar e aí o(a) apaixonado(a) poderá insistir e adotar uma estratégia mais agressiva. Por agressiva entenda-se algo como tentar estabelecer um diálogo um quanto forçado e até despropositado. Imagine que a situação ocorre no supermercado. Passa-me pela cabeça perguntas do género: "Por favor, sabe dizer-me onde estão os limões?" e o(a) visado(a) "Desculpe, mas eu não sou empregado(a) no supermecado." O indivíduo não entende aquela resposta como um sinal claro e explícito de que a pessoa não está minimamente interessada em conhecê-lo e de que não tem qualquer hipótese. Continua a insistir empreendendo uma quase perseguição pelo supermercado. A pessoa visada acaba por nem encher o carrinho de compras com a lista que tinha em mente e foge do supermercado como o Diabo foge da cruz, rezando para nunca mais se cruzar com aquele(a) cromo.

Por isso, às vezes, termos um dia igual aos outros é tão bom!

Mas não fiquem tristes se estas situações estão sempre a ocorrer.  Eu ainda acredito, afinal de contas a esperança é a última a morrer. Quiçá outro dia não aparece o(a) tal!

Sandra-vilamea

 

 

29
Out18

Os 4 tipos de homens solteiros

Sandra Veigas Coelho

pri_40131501.jpg

Homens há muitos. Bonitos, feios, altos, baixos, gordos, magros, fibrados, bombados, flácidos, morenos, ruivos, loiros...e estaria aqui eternamente a enumerar características físicas. No entanto, no que diz respeito a mulheres, os homens ainda solteiros e "bons rapazes" enquadram-se em 4 categorias que passo a enumerar:

  1. O garanhão - "Andam todas atrás de mim!" é o seu grande lema;
  2. O desgraçado - "Ninguém quer nada comigo" é o que ele pensa;
  3. O sonhador - "Estou à espera que a princesa venha bater à minha porta" e se assim for esperará eternamente;
  4. O equivocado - aquele que anda à nora do que se passa à sua volta.

 

Na categoria 1, encontramos aquele tipo de homem que pensa que tudo gira em torno do seu umbigo - o eterno egocentrista. Pensa que todas as mulheres estão interessadas nele. Até aquela senhora que é cega está a olhar para ele! Infelizmente, muitas das vezes o mulherio interessa-se por esse tipo de homem, o que só faz aumentar o seu ego. Mas quando há uma que lhe diz não, ele pensa logo que ela deverá ter algum defeito, afinal de contas, ele é irresistível, é a última coca cola no deserto, por isso, o problema só poderá estar nela e nunca nele! Geralmente, o garanhão permanecerá para sempre garanhão! Caso seja mulher e esteja interessada neste tipo de espécimen do sexo masculino, desengane-se, ele não irá mudar e muito menos por sua causa!

 

Na 2ª categoria, temos o coitadinho do desgraçado. É aquele típico homem que está sempre a lamentar-se de que ninguém gosta dele. Nem a mãe já o consegue ouvir! Quando alguma mulher até mostra algum interesse, ele começa a lamuriar-se da sua vida, se for preciso até menciona a ex-namorada e a rapariga acaba por fugir a 7 pés! Quando se dá conta, está a falar sozinho. Pessoal, acordem para a vida! Ninguém atura pessoas chatas e negativas por muito tempo...

 

O sonhador é o típico cromo que fica enfiado em casa a jogar jogos de consola. Não liga muito a redes sociais, até porque nem fotos tira e não vê qual a utilidade daquilo, é uma pura perda de tempo, bem melhor estar a jogar na playstation! Não vê a utilidade nenhuma ao facebook ou instagram. Mas se não sai de casa, se não se conecta nas redes sociais, pensa que a princesa lhe irá cair do céu?  Se te enquadras nesta categoria e ainda estás à espera que a princesa lhe venha bater à porta... hello!!! Isso nunca irá acontecer! Mexe-te e faz-te à vida!

 

O equivocado é aquele típico homem, charmoso, bonito e que pensa que não é nada disso. Se uma mulher estiver interessada nele, de nada irá adiantar lhe mandar todos os sinais (possíveis e imaginários) pois ele nunca se irá aperceber. Para ele são todas amigas e  se um amigo ou amiga lhe dá um toque, "Olha, a Felismina está interessadíssima em ti" ele provavelmente irá dar uma resposta do género: "Alguma vez! É apenas minha amiga!". Lá chegará o dia em que se apaixonará por alguma das tantas interessadas e aí ele irá dar o primeiro passo, é equivocado mas não é engonhado!

 

E tu, em que categorias te enquadras?

 

 

28
Out18

O pior programa televisivo de sempre

Sandra Veigas Coelho

casados.png

 Quando pensava que pior era impossível eis que o 3º canal público português lança o pior programa televisivo de sempre...

Apercebi-me da existência de tal programa ao ver uma publicidade qualquer no facebook. A curiosidade levou a melhor e lá tive de ir cuscar o dito programa: "Casados à primeira vista".

Para além da ideia ser péssima - onde já se viu ridicularizarem o casamento a esse ponto? - o programa parece uma autêntica encenação e com péssimos atores! É caso para dizer que programas como o Big Brother ou Secret Story são excelentes quando comparados com este formato.

Oh senhor Daniel Oliveira, mais vale apenas dedicar-se às telenovelas do que aos reality shows! Deixe estes últimos por conta do canal 4...Lixo televisivo já temos bastante, não necessitamos de mais!

Ora para quem ainda não assistiu a nenhum episódio do dito programa, fica aqui uma breve explicação:

As pessoas inscrevem-se com o intuito de encontrar um/uma marido/mulher. Um neurocirurgião, um psicólogo e uma fulana (cuja profissão não ouvi, deveria estar distraída nesse momento do programa) fazem uma análise dos vários candidatos(as) e tentam fazer o par ideal. O mais giro, é que o dito casal "perfeito" conhece-se apenas no dia do casamento... Fantástico, não acham? E eu que ando aqui há tanto tempo encalhada, bem que poderiam ter inventado este espetacular programa há mais tempo! Qual tinder qual quê? 

Portanto, se estás sozinho(a), perdeste a esperança de encontrar o amor da tua vida...não desanimes e não desesperes. Inscreve-te no "Casados à primeira vista" e confia a tua vida amorosa e casamento para a vida a três estranhos e exibe-a para todo o país ver!

 

Um bom resto de domingo.

Sejam felizes, quer estejam sozinhos quer  acompanhados. 

25
Out18

Mais vale só do que mal acompanhado

Sandra Veigas Coelho

Muitas pessoas não conseguem estar sozinhas. Até para executar uma simples tarefa, como a ida ao supermercado é penosa se não for com companhia. 

A verdade é que para estarmos verdadeiramente bem com nós próprios, é essencial estarmos e nos sentirmos bem sozinhos.

Obviamente que é bom estarmos acompanhados! No entanto, se nos sentirmos tristes/em baixo quando estamos sós é mau sinal pois poderá levar a estarmos na companhia de pessoas nefastas.

E o que não falta por aí são pessoas que vestidas de pêlo de cordeiro por baixo escondem o corpo do lobo!

Portanto, temos de aprender a gostar de nós, a gostar da nossa própria companhia.

A solidão é boa! Todos precisamos de momentos a sós para podermos refletir sobre as nossas ações, os nossos planos para o futuro, sem que haja interferências. Sermos nós mesmos a julgarmo-nos e não deixar que sejam os outros a fazê-lo, pois no fundo, todos temos consciência dos nossos actos. 

Especial cuidado com as pessoas que, muitas vezes, se fingem de nossas amigas mas que, no fundo, só nos desejam o mal ou nos invejam por coisas que por vezes são tão absurdas.

Acreditem que mais vale guardarmos para nós os nossos momentos felizes, os nossos planos futuros...

 

Um resto de boa semana para todos com paz na alma! 

 

fullsizeoutput_f3d.jpeg

 

24
Out18

Top 3 do pior que pode acontecer numa corrida

Sandra Veigas Coelho

aHR0cDovL3d3dy5saXZlc2NpZW5jZS5jb20vaW1hZ2VzL2kvMD

 

A moda da corrida, ou melhor, do running, veio para ficar.

É tudo muito giro -  correr faz bem à saúde física, à saúde mental e ainda por cima é de graça!

O que se esquecem de dizer ao pessoal caloiro nessas andanças é que correr sem um bom par de sapatilhas é o suicídio dos pés; correr com um equipamento que não seja o adequado pode causa bastante desconforto para além de se ficar assado em sítios inimagináveis...mas, isso são apenas picuinhices de quem corre há mais de 2 décadas!

Ora, vamos esquecer as bolhas nos pés, as unhas que vão à vida, as pernas doridas...! Corredor(a) que é corredor(a) aceita essas maleitas de sorriso no rosto. 

O top a que me refiro são mesmo aquelas coisas que por vezes nos acontecem e que são realmente más! Muito más nalguns casos...Confiram a lista:

 

1- SOS WC- Correr no meio do nada, bem longe do carro, de um café, de casa, enfim, mesmo no meio do nada (mas onde porventura até passam carros com frequência) e os intestinos fazerem um chamamento ao qual não há hipótese de dizer não!? Estão a entender a situação ou terei de ser mais explícita?! Sim, é o que estão a pensar: é literalmente "ficar com as calças na mão", no meio do nada e com a possibilidade de ser apanhado por um automobilista qualquer, ou quiçá, mordido nas partes por algum bicho rastejante ou voador...Medo! Mau! Péssimo! Só quem corre a sério é que sabe o que isto é...

 

2- Auto-atropelamento -O verdadeiro corredor quer sempre começar o novo ano da melhor forma, e no dia 1 de janeiro enquanto todos estão a curar a ressasa, sai de casa, todo equipado(a), com aquele feeling de que este novo ano vai ser espetacular! Lá vai ele ou ela cheio de entusiasmo correr para aquele spot de que tanto gosta. Como fica um pouco longe de casa, pega no carro. Faz o seu aquecimento para evitar lesões (há que começar mesmo bem o ano) e lá vai correr. No final, sente-se feliz, afinal cumpriu o seu dever de bom runner. Após uns alongamentos e uns belos goles de água regressa a casa. Chega à porta da garagem, carrega no comando para abrir o portão mas este não abre. Lá terá de sair do carro e abrir o portão com a chave. O 1º dia do ano está a correr conforme planeado, sente-se quase eufórico e em êxtase e, por isso, talvez alguns pormenores importantes escapem. Sai do carro para abrir o portão e sente que algo não está bem. Vira-se e vê o impensável! O seu próprio carro a avançar para cima dele(a). Em segundos corre, cai, mas no meio daquele excitação toda consegue travar o carro e evitar o pior: ser atropelado por ele(a) próprio(a)! Sim minha gente, isto não é ficção. Isto aconteceu-me!

 

3- Seres o 3º e o último - Não há nada mais gratificante para um(a) corredor(a) do que participar em competições e ficar nos 3 primeiros lugares, principalmente em provas difíceis. Com muito esforço, muita dor, sim porque correr custa, lá vais tu dar o teu melhor naquela competição em que tanto ansiavas participar. Mas, às tantas, começas a ver o pessoal a ultrapassar-te, incluindo aquelas senhoras velhinhas que quando avistaste no início da corrida pensaste: "lá vão ter de telefonar ao INEM".... e começas a ponderar desistir entoando uma desculpa qualquer do género: "Epá, deu-me uma dor de burro e tive mesmo de parar, não dava mesmo para mais", mas, que no fundo, sabes bem que ninguem iria acreditar. Por isso, o teu orgulho ordena-te que terás mesmo de concluir a prova. E lá vais tu, convencido(a) de que és o primeiro dos últimos a chegar! Quando finalmente cortas a meta e as classificações são afixadas, verificas que afinal até ficaste em 3º lugar no teu escalão, que poderás até te gabar de tal feito! Mas o que não dizes é que no teu escalão estavam apenas 3 pessoas a competir... 

 

 

Pessoal que se quer iniciar nas corridas, não desanimem! Mas já sabem que precalços existem sempre e decidi partilhar alguns dos meus... 

 

Boas corridas! 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub