Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

French, Biscuit & Fit

ser Criativo, ser Saudável, ser Fit!

ser Criativo, ser Saudável, ser Fit!

French, Biscuit & Fit

13
Dez18

Uma aventura de Natal por terras transmontanas

Sandra Veigas Coelho

Hoje vou compartilhar convosco uma das minhas aventuras de Natal que aconteceram na minha adolescência.

Estava eu no 1º ano da faculdade (18 aninhos, uma criança ainda!) e nas férias de Natal, os meus pais decidiram ir visitar os meus avós à aldeia transmontana, inserida no Parque Natural de Montesinho, Caravela. Desenganem-se que por aquelas bandas não há mar...Mas há chuva e neve, e quando há, se há!

A aldeia faz parte de um conjunto de aldeias ao qual se chama Lombada. Mais precisamente, Alta Lombada (também existe a Baixa Lombada, em que poderá encontrar a famosa aldeia de Rio de Onor).

Nestas aldeias, na quadra natalícia, os rapazes das diferentes aldeias, organizam festas - as chamadas "Festas dos rapazes". Preparam o almoço, jantar, festas com bandas  populares e DJ's. Em troca há que não falhar as "alvoradas", ou seja, às 6h da manhã, faz-se a ronda à aldeia acompanhando os gaiteiros e bumbos a espalharem a sua música pelas ruas. Também não se pode falhar a ida às missas na aldeia e nas aldeias vizinhas, com risco de se pagar uma severa multa se estas obrigações não forem cumpridas - pensavam que era só encher o bandulho de borla e dar um pé de dança à noite? 

Estas festas costumam começar dia 24 de dezembro e terminam a 30. Todos os dias há festa numa das aldeias e às vezes até em duas. E não pensem que as festas começam às 22h e terminam à 1h! Por vezes são 6h da manhã e o pessoal sai direto da festa para ir para as alvoradas! Gente rija e corajosa!

Ora numa destas noites, havia festa em duas aldeias (Babe e São Julião). O pessoal da minha aldeia tinha decidido ir para São Julião, mas a minha irmã, uma amiga e eu estávamos mais inclinadas para ir até Babe...mas e boleia? Não havia! O sangue transmontano que nos corre nas veias, encheu-nos de coragem! Agarramos numa lanterna e toca de ir a pé, pelo monte, até à aldeia vizinha.

Estávamos nós a meio caminho (cerca de 10 minutos a pé), noite cerrada, um frio de rachar e dizia a minha amiga: "A única coisa que me poderia assustar seria agora passar um javali!", eu na minha inocência pensava que os javalis nunca andariam tão perto das povoações, mas pelos vistos, sim!

Mas o que realmente nos veio a assustar naquela noite não foi nenhum porco selvagem...foi mesmo uma máquina agrícola de tamanho gigante que do nada aparece! Ora no pânico da situação, pois não queríamos que ninguém nos visse a andar a pé (que humilhação, credo!), a minha irmã e a nossa amiga atiraram-se para o lado direito do caminho, escondendo-se atrás duns arbustos, e eu sem ver um boi pela minha frente (pois a lanterna estava com a minha amiga), fui para o lado esquerdo. Mas o que me aguardava não era um arbusto, mas um buraco, onde caí direitinha que nem um fuso! A máquina passou (penso que não nos viu) e eu lá saí do buraco, com as calças sujas de lama e as mãos em ferida.

Chegadas à aldeia, toca de ir à fonte lavar as mãos e dar um jeito às calças (água fresquinha como podem imaginar, o facto é que as mãos ficaram imediatamente desinfetadas e impecáveis!).

A realidade é que chegado ao recinto da festa, todas as pessoas nos perguntaram se tínhamos vindo a pé, e nós, com a maior das latas respondíamos: "Claro que não!". 

Finalmente, a festa na outra aldeia estava muito melhor!

Nem sempre fazemos as melhores escolhas e eis um bom exemplo.

IMG_4017.JPG

IMG_4018.JPG

 

Feliz Natal a todos(as) 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub